Close

Dicas da Semana: Corrigindo Falha de Firmware T2 no Mac OS Mojave

Com o lançamento da atualização 10.14.5 para o Mac OS Mojave apresentou diversas melhorias mas a descoberta de uma falha de segurança relacionado aos firmwares T2 da Apple. Essa falha atinge principalmente a linha de notebooks MacBook Pro que utilizam esse chip.

O problema que atinge o chip T2, coprocessador da Apple que tem sofrido com uma série de problemas de uso por parte de profissionais que trabalham com som profissional. Essa falha permite que um invasor possa ter acesso a diversos subsistemas do Mac OS a partir do T2.

A atualização lançada permite resolver este problema de segurança e alguns problemas de compatibilidade do T2 com dispositivos de áudio profissional como Yamaha, Motu, entre outros. Outra correção importante feita foi a falha que impedia a redefinição de senha e da conta do usuário pela janela de início de sessão após o uso de uma chave pessoal PRK para desbloqueio de volume no FileVault.

Coprocessador T2 da Apple: chip mostrou-se problemático, apresentando diversas falhas e deixando usuários profissionais de áudio na mão.

Ainda assim, o fabricante recomenda para os profissionais de áudio que adotem medidas para o uso do Mac para apresentações ou em estúdio para evitar possíveis problemas que ainda possam vir a ocorrer.

Esta atualização está disponível gratuitamente e é recomendada principalmente para os usuários da linha de notebooks da Apple. Mas também deve ser atualizada por todos os demais usuários de Mac.

Lembrando sempre que é importante fazer um backup dos dados antes de executar qualquer atualização no sistema de forma a prevenir possíveis problemas e perda de dados. Além disso é fundamental manter o sistema operacional sempre atualizado como forma de se proteger de falhas de segurança ou possíveis erros nas aplicações.

Imagem.: Acervo do Editor.

Abraços e até o próximo dicas da semana!

Bit Voador.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.