Close

Mitsubishi F-1, “O Pioneiro de Ataque Japonês”

Baseado no avião de treinamento T-2, este baseado no projeto anglo-francês SEPECAT Jaguar, o Mitsubishi F-1 foi a primeira aeronave de ataque desenvolvida no Japão no pós-guerra. Seu desenvolvimento foi iniciado em meados dos anos 60, JASDF (Força Aérea de Autodefesa do Japão) para produzir seu próprio treinador avançado, que deu origem ao Mitsubishi T-2. Com o sucesso do T-2, o Japão inicia o desenvolvimento do seu próprio avião de ataque. Mas os custos do programa T-2 levou ao cancelamento do desenvolvimento do Kawasaki P-XL, mas os altos custos fez com que o desenvolvimento de uma versão monoplace do T-2, batizada de F-1.

Mitsubishi F-1 taxiando na pista de pouso.
Mitsubishi F-1 taxiando na pista de pouso.

O Mitsubishi F-1 nada mais é que um T-2 com algumas mudanças: o segundo assento foi removido por aviônicos, adicionado mais dois pontos duros sob as asas, além de modificações para transportar uma maior carga bélica. Estas alterações permitiram ao F-1 levar uma grande gama de armamentos desenvolvida localmente, além de armamentos no padrão utilizado pela OTAN. Ao todo foram produzidos 77 Mitsubishi F-1 entre 1975 e 1987, sendo retirados de serviço em 2006.

Mitsubishi F-1 em voo com mísseis antinavio.
Mitsubishi F-1 em voo com mísseis antinavio.

Mitsubishi F-1:

Tipo: Caça-bombardeiro qualquer tempo monoposto.
Motor: 2 Ishikawa-Harima de 3.200kg de empuxo com pós-combustor.
Performance: velocidade máxima: 1.700km/h; ascensão a 6.000m: 47s; teto operacional: 15.240m; alcance: 2.870 km. Pesos: vazio: 6.358kg; máximo na decolagem: 13.674kg. Dimensões: envergadura: 7,88m; comprimento: 17,86m altura: 4,48m. Armamento: 1 canhão Vulcan JM61A1 de 20mm mais 2.700kg de armamentos, incluindo mísseis ar-ar Sidewinder, mísseis ar-terra, pods de reconhecimento, bombas e foguetes.

 

Imagens.: Nobutsugu Matsuoka e o Acervo do Editor.

Abraços e até o próximo Caça!

Bit Voador.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.